O RELATO DE PARTO DE UMA MÃE INCRÍVEL, ANA

— Escrito pela mulher mais forte, incrível e bela: ANA PAULA MOURA

Às 3:00 hs da manhã fui acordada com um som: PLOCKT. Minha bolsa tinha estourado! Levantei da cama e escorreu água pelas minhas pernas. Avisei o marido e liguei para doula Maria Carolina, que me orientou a colocar um “paninho”, observar e continuar dormindo/descansando. Deitei, mas às 3:20 não tinha posição na cama, tudo ficava desconfortável e as costas começava a doer. Me levantei e falei para o meu marido: está começando Amor! A adrenalina tomou conta do meu corpo. Eu tremia, batia os dentes, sorria e as dores nas costas (nível quatro), mais conhecidas como contrações iam e vinham com mais intensidade, as vezes também doía o “pé da barriga”, essa era nível oito (de 0 a 10). Meu marido falava com a doula pelo wattsapp e anotava no aplicativo Contration Timer os intervalos e a duração das contrações. Eu vomitei, fiz cocô, entrei no chuveiro e fiquei pulando na bola de pilates!

No watts a doula falando para meu marido me dar florzinha de cheiro?

Chegamos à maternidade às 5:20, no intervalo entre as contrações eu corri para me sentar, eu me contorcia de dor e tinha vontade de fazer força. Fui levada direto para a sala de espera para consulta, fiquei lá até 5:45. Quando o médio plantonista chegou, viu que eu estava com dilatação total e me mandou direto para o centro cirurgia.

Eu subi no elevador falando: NÃO QUERO EPISIOTOMIA! NÃO QUERO EPISIOTOMIA!

Sentimos o cordão ainda pulsando com a placenta em mim. O Anthony mamou pela primeira vez e ficamos nos curtindo!

Foi MARAVILHOSO parir!! ❤️❤️❤️

jornalista. autor do livro “A Indústria da Música Gospel”. escreve no @ RAPresentando, Sounds and Colours, UpdateOrDie, Rapzilla, Per Raps e Gospel Beat.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store