Aceitação, luta, autoestima, cabelo e depressão

Thalitta (irmã) & Acácia (Mãe)

Este é um relato compartilhado pela minha irmã Thalitta no status WAPP, que eu decidi compartilhar porque creio que vai ajudar outras mulheres a se aceitarem como são, a lidarem com problemas relacionados a imagem e ao cabelo e a lutarem contra a depressão.

“Muitos me perguntam por que eu cortei o cabelo. Minha mãe (Acácia) passava por um período de depressão e o cabelo dela estava caindo pelas questões emocionais. Levamos ela para cortar o cabelo com o objetivo de dar uma levantada na sua autoestima. Ela não se adaptou no começo, porque ficou bem curto. Ver minha mãe passando por essa situação mexeu muito comigo. Para tentar ajudá-la também cortei o meu cabelo. No começo também foi muito estranho. Mas aos fui me reconhecendo. Fiquei bonita, de cabelo curtinho e natural. Não me arrependo. Faria novamente se alguém precisasse de ajuda. Não sou apegada a nada, e o cabelo cresce novamente. Hoje me sinto uma diva e reconheci a minha beleza de mulher negra. Me amo do jeito que sou.

Ouvi muitos elogios, alguns questionamentos. Mas para salvar a vida de uma pessoa que me deu a vida, eu faria tudo novamente. Não podemos ser egoístas. Minha mãe me fez refletir sobre a vida e o quão é importante receber um abraço, ouvir um eu te amo. Se preocupar com o próximo muda tudo. É tão bom estar próximo e se reunir enquanto existe vida. Eu olho a vida com outros olhos. Sou mãe e agora vejo a importância de uma conversa. Tudo que minha mãe passou anos atrás não foi fácil. Ela foi vítima de uma violência doméstica que poderia ter tirado a vida dela (isso foi a principal causa da depressão recente). Agradeço a Deus pela vida dela e das pessoas que ajudaram… Obrigada mãe por não desistir…

Muitas vezes chorei pensando que ela poderia chegar ao extremo. Mas a magia das crianças veio para tirar a tristeza. Minha filha e meus sobrinhos estão sempre por perto. As conversas com meus irmãos, minha cunhada, meus avós e minhas tias ajudaram. Minha família ajudou muito, foi
fundamental. Mas não foi fácil. Eu sei que tudo é no tempo de Deus e a justiça vem dele… Minha mãe ainda carrega a cicatriz no corpo e no coração… Eu agradeço a Deus todos os dias pela vida dela. Eu não penso em desistir. Quem já passou, está passando ou tem familiares com depressão: peça ajuda enquanto há tempo, enquanto há vida. Lute com todas as forças, de todas as formas.”

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store